As obras principais de Santa Teresa de Jesus e o mundo atual

Em buscas na Internet tive a oportunidade de constatar um dado importante: além dos principais escritos de Santa Teresa de Jesus (Ávila), há uma grande variedade de livros publicados sobre sua vida, bem como, sobre seu legado espiritual nos principais idiomas do mundo ocidental, e, melhor,  com igual destaque ao que foi produzido pelos doutores e santos da fé católica.

Santa Teresa de Jesus, monja carmelita, com agudeza transmitiu ao mundo sua visão sobre a vida que se passa no mundo e suas implicações em nossa vida espiritual. Afinal, o que a preocupa são os perigos nada evidentes aos quais está exposta a alma humana. Escreve com profundidade sobre os dilemas que enfrentamos em nossas vidas, quer sejamos leigos ou consagrados. Sua linguagem absorve leitores há mais de quatro séculos, e isto é impressionante, já que a marca do último século e deste que inicia é a correria, em geral, sem uma boa razão de ser…

O século XXI está impondo a todos nós a superficialidade como modo de vida. Há a cultura da pressa e da profusão de informações (sem reflexão), o que exige maior esforço para nos concentrarmos no que consideramos essencial para uma vida plena, na medida do possível. Observo o quanto fica cada vez mais difícil mantermos o foco sobre o que “desesperadamente” queremos aprofundar, compreender, ou seja, viver sem deixar de lado nossa vida interior. Contudo, ela, a Santa apaixonada por Jesus Cristo nos alenta: podemos alcançar ao longo de nossa existência, em escala crescente, ainda que com tropeços e recuos, o que ela denomina “Caminho de Perfeição”.

Sabemos, entretanto, que esta busca deve ser feita com naturalidade, ou seja, não há lugar para a pressa. Sigamos, então, sempre em frente neste caminho, indicado com delicadas e sutis obervações, por Santa Teresa de Jesus – mestra de espiritualidade.  (LBN)

 

Autor: Lúcia Barden Nunes - Blog "Castelo Interior - Moradas"

Assinatura no blog: Lúcia Barden Nunes. Católica (Igreja Católica Apostólica Romana). Jornalista (Reg.Prof. MTb/RS 7.142- Lúcia Aparecida Nunes). Estado Civil: Casada (com Arturo Fatturi). Local de nascimento: Rio Grande do Sul. Data: 1960. País: Brasil.

3 comentários em “As obras principais de Santa Teresa de Jesus e o mundo atual”

  1. Olá, Josefa (Jonaka! Perfeito seu comentário. Pelos ensinamentos que nos deixou Santa Teresa de Jesus, era esta a sua intenção, o seu espírito em suas obras, ou seja, o exercício da oração mental. Para isto, faz-se necessário valorizar o silêncio. Sem ele, tal como você bem observa, nós, em nossa relação de amor com Deus, de fato, muito distantes estamos d’Ele… Temos que “morrer” para o mundo, silenciar nossas bocas, fixando nosso pensamento em Seu Amor, enfim, fazendo como que nossa alma somente a Ele esteja referida.
    Obrigada por deixar seu comentário. Volte sempre…

    Curtir

  2. Santa Teresa de Jesus [viveu no] século XVI. Nós tentamos seguir seus ensinamentos no século XXI num contexto de ruído contínuo, de informações rápidas, de necessidade de consumo, [com] tempo escasso, estresse e cansaço. Temos outro dilema: não será a oração de louvor ou carismática [considerada] ideal [porque se “encaixa”] no nosso tempo? Para mim não é [a ideal], como não o é para quem busca encontrar-se face a face com Deus. E, para que isto aconteça temos que [estar] em silêncio – ” esperar com paciência a vinda do Senhor”, [tal como] nos diz o Antigo Testamento. Por isto, Teresa gritava:

    Ahí que larga es esta vida,
    que duro este destierro,
    esta calcer estos hierros
    donde el alma está metida.
    El espera la salida
    me causa un dolor tan fiero.
    que muero por que não muero.

    Curtir

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: