Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘“Para o Papa Bento XVI começa uma semana cheira de muitas comemorações” – Osservatore Romano – 85º aniversário do papa Bento XVI – 16 de abril de 2012 (Agência de Notícias Zenit – Roma)’

Fonte/imagem: Diocese de Guarulhos

……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

Fonte: Agência de Notícias Zenit – “O mundo visto de Roma”

A luz do Ressuscitado me faz andar com segurança

No seu 85º aniversário, Bento XVI indica Bernadette Soubirous e o Sábado Santo, como suas referências espirituais.

Por Luca Marcolivio

CIDADE DO VATICANO, segunda-feira, 16 de Abril de 2012 (ZENIT.org) – O 85º aniversário de Bento XVI teve uma manhã cheia de celebrações, visitas e festejos. O Santo Padre, para a ocasião, presidiu a Santa Missa na Capela Paulina do Palácio Apostólico na presença de alguns notáveis e de bispos Bavareses, recebidos depois em audiência privada.

Na saudação inicial, o cardeal Angelo Sodano, decano do Colégio Cardinalício agradeceu o Pontífice pela “dedicação” com a qual exercita o seu “serviço de amor”.

“Não por acaso – acrescentou Sodano – a Sua primeira Encíclica (Deus Caritas est, ndr) foi todo um hino ao Amor que é Deus, como àquele amor que deve animar cada Pastor, chamado a fazer entrar no mundo a luz de Deus e de tal forma também o calor do seu amor”.

Na homilia o Papa indicou em dois santos franceses, as primeiras figuras de referência da sua longa viagem espiritual e pastoral: a vidente de Lourdes, Bernadette Soubirous, e o peregrino mendicante do XVIII século, Bento José Labre.

Outro pilar da própria fé foi indicado pelo Santo Padre no Sábado Santo: pois era justo na vigília de Pascoa que Joseph Ratzinger, no dia 16 de abril de 1927, vinha à luz e recebia o sacramento do Batismo. O Sábado Santo é o dia do silêncio e da aparente ausência de Deus, prelúdio da Ressurreição. O Papa afirmou de sempre ter visto este dia como uma chave de “leitura” da própria existência, antes e depois da eleição pontifícia.

Elogiou em Santa Bernadette a pureza de coração e a capacidade de ver “a Mãe de Deus e nela o reflexo da beleza e da bondade de Deus”. É no coração incontaminado da jovenzinha de Loudes que Nossa Senhora pôde “mostrar-se e, por meio dela, falar ao século e além do mesmo século”.

Assim, seja o Sábado Santo que a vidente de Lourdes, sempre foram, para Bento XVI, um “sinal” do que realmente “devemos ser”, da capacidade de um “olhar simples do coração, capaz de ver o essencial”.

Este “essencial” reside no que Nossa Senhora indica a Bernadette: uma “fonte de água viva e pura”, imagem da “verdade que encontramos pela fé”. É sinal de “nostalgia” de uma vida igualmente pura, “do ser humano sem pecado”.

Bento José Labre, o outro santo citado pelo Pontífice, peregrinou pelos santuários da Europa durante quase toda a sua vida, não fazendo outra coisa que “dar testemunho do que realmente conta”.

Labre, pela vastidão da sua peregrinação, foi um santo autenticamente “europeu” mas foi principalmente um santo que, em nome da fraternidade em Deus, soube derrubar as fronteiras.

Refletindo sobre o Sábado Santo e sobre o próprio batismo, acontecido neste dia, Bento XVI afirmou: “A vida se torna uma verdadeira doação se juntamente com ela pode-se doar também uma promessa que é mais forte do que qualquer desavença que nos possa ameaçar, se ela for imersa numa força que garanta que seja um bem ser um homem”.

Sendo assim o Batismo é sinal de “renascimento”, de “certeza que na verdade é um existir, porque a promessa é mais forte do que as ameaças”, graças à acolhida na “grande, nova família de Deus”.

O Santo Padre afirmou depois de sentir-se “no último trecho do percurso da minha vida e não sei o que me espera”. A luz do Ressuscitado, porém, é “mais forte do que toda escuridão” e ajuda também o Papa a “proceder com segurança”.

Concluindo Bento XVI “agradeceu de coração todos aqueles que continuamente me fazem perceber o ‘sim’ de Deus por meio da sua fé”.

[Tradução Thácio Siqueira]

….

É possível enviar email parabenizando

ROMA, segunda-feira, 16 de Abril de 2012 (ZENIT.org) – “Para o Papa Bento XVI começa uma semana cheira de muitas comemorações”, afirma a edição italiana do L’Osservatore Romano de ontem, 15 de Abril.

O Papa voltou nesta sexta-feira, 13 de abril, de Castel Gandolfo, onde se encontrava desde o Domingo de Páscoa, 48 horas antes do previsto, para estar com o seu irmão Georg Ratzinger, que estará com ele nos próximos dias, marcados por muitas celebrações: nesta segunda-feira, 16 de Abril, o Santo Padre Bento XVI completa 85 anos de vida; na quinta-feira, 19 de Abril, cumpre seu sétimo ano de pontificado e no dia 24 de março o solene início do seu pontificado.

“Bento XVI certamente não está só porque está rodeado pelo afeto de pessoas próximas e distantes e pela amizade dos santos: ad multos annos, beatissime pater, ad multos et felicissimos annos!”, conclui o L’Osservatore Romano do dia 15 de Abril, e ao qual todos nos unimos nesse dia com as nossas orações.

Hoje pela manhã, como informa Rádio Vaticana, a comemoração começou com uma missa celebrada na Capela Paulina do Palácio Apostólico, “com a presença de bispos e personalidades da Baviera”.

Também é possivel enviar um email para o Papa Bento XVI por ocasião do seu 85º aniversário de vida e pelo seu 7º aniversário da eleição à Sumo Pontífice através desse email auguri.benedettoxvi@vatican.va, conforme anunciado na Homepage da Santa Sé www.vatican.va

Publicado por Zenit.org – Agência de Notícias– Roma.

Read Full Post »