”O Meu olhar, nesta Imagem, é o mesmo que eu tinha na cruz” (Diário, 326): Revelação de Jesus Cristo à Santa Faustina Kowalska em 1931, em Vilna, Lituânia, na Polônia.

Fonte: Congregação das Irmãs de Jesus Misericordioso – “A Mensagem de Jesus Misericordioso”(e Oblatos da Divina Misericórdia – Vilna – Polônia).

VEJA A IMAGEM:

Divina Misericódia – Jesus Misericordioso – Revelação à Santa Faustina – O  dom da oração. Indulgência plenária ((Congregação das Irmãs de Jesus  Misericordioso – Oblatos da Divina Misericór – "CASTELO INTERIOR – MORADAS"

Santa Faustina Kowalska, em revelação reconhecida pela Igreja Católica, recebeu através de visão mística no dia 28 de fevereiro de 1931, o conteúdo da mensagem transmitida por Jesus Cristo, além da imagem (que devia ser materializada em pintura), o que somente se tornou efetivo em 1934. As aparições (através de visões) à Santa Faustina se deram em Vilna, na Polônia.

Entre os dias 26 a 28 de abril de 1935, a imagem de “Jesus Misericordioso” – com a legenda: “Jesus, eu confio em Vós”, foi alvo da primeira veneração pública, que ocorreu durante o encerramento da solenidade do “Jubileu dos 1900 anos da Redenção do Mundo”, em Vilna. No dia 4 de abril de 1937, com a autorização do arcebispo Romualdo Jalbrzykowski, de Vilna, a imagem de Jesus Misericordioso, já benta, foi exposta na igreja de São Miguel, naquela cidade, perto do altar-mor. Neste, a imagem, protegida por moldura em madeira com adorno dourado, permaneceu até o ano de 1948. Venerada nesta igreja, a imagem difundiu a devoção à Misericórdia Divina, rapidamente se espalhando para além dos limites de Vilna.

Ainda que limitada a um conjunto de circunstâncias – agora devidas à “Guerra Fria”, a devoção tanto à mensagem da Divina Misericórdia, quanto à imagem de Jesus Misericordioso, atravessaram continentes. Assim, em consequência das operações de guerra (ocorridas entre 1939 e 1945), a imagem permaneceu na área de domínio do regime soviético (URSS, atual Rússia). Por cerca de três décadas, a imagem de Jesus Misericordioso tornou-se inacessível a romeiros, e ao público em geral. Por muitos anos a imagem permaneceu escondida num sótão, enrolada, guardada num ambiente úmido e frio, tendo sido restaurada neste período, diversas vezes,  de forma inapta, segundo a comissão responsável pela restauração.

A imagem nada sofreu durante os tempos do regime comunista na Europa Oriental, apesar das muitas ameaças, devido a circunstâncias tidas como misteriosas. Assim, neste período, a imagem de Jesus Misericordioso permaneceu na igreja de São Miguel (1937-1948); na igreja do Espírito Santo em Vilna (1948-1956); na igreja de Nowa Ruda, na atual Bielo-Rússia (1956-1986); na igreja do Espírito Santo em Vilna (1987-2005). Dentro deste período, em  1993, o Papa João Paulo II a visitou, e diante dela, fixada no centro  do altar, rezou.  Desde o ano de 2005 a imagem original de Jesus Misericordioso (revelada a Santa Faustina Kowalska) tem sido venerada no Santuário da Misericórdia Divina, em Vilna. A divulgação da imagem original, se deu, após meticulosa restauração (remoção do descascamento), em 2005.

Este é um resumo dos dados divulgados no site da Congregação das Irmãs de Jesus Misericordioso (que fazem referência aos Oblatos da Divina Misericórdia – Vilna – Polônia).

Lúcia Barden Nunes.

Autor: Lúcia Barden Nunes - Blog "Castelo Interior - Moradas"

Assinatura no blog: Lúcia Barden Nunes. Católica (Igreja Católica Apostólica Romana). Jornalista (Reg.Prof. MTb/RS 7.142- Lúcia Aparecida Nunes). Estado Civil: Casada (com Arturo Fatturi). Local de nascimento: Rio Grande do Sul. Data: 1960. País: Brasil.

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: